ALIMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA COM CRIANÇAS NAS FÉRIAS

1 maio 2020
ALIMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA COM CRIANÇAS NAS FÉRIAS

Mais um período de férias chegou e, com ele, a necessidade de atenção para os cuidados alimentares com as crianças. Este é o momento em que elas “mais precisam de energia para brincar em casa, na praia, no campo ou no clube. Como neste período alguns hábitos alimentares e horários são alterados para dar espaço à diversão, é preciso que os pais fiquem atentos”, alerta a bióloga e técnica em Nutrição e Dietética Jane S. Fernandes. Ela aponta então algumas dicas “para que as férias não sejam interrompidas por uma desidratação, infecção intestinal etc.”

As dicas a seguir, com os comentários de Jane Fernandes, que em 2016 foi coordenadora das oficinas profissionalizantes de Costura Criativa e Nutrição Orgânica no Projeto Maré Alta, em Ubatuba, financiado pelo Instituto Arcor Brasil como parte do Fundo Comunidade em Rede:

A ingestão de líquido é fundamental – Recomenda-se de 1,5 a dois litros, no mínimo, por dia. Esses líquidos devem contemplar principalmente água natural, mas também podem ser obtidos através de chás, sucos, de preferência de bebidas não açucaradas. Porque essas bebidas açucaradas, a exemplo dos refrigerantes, contribuem para o ganho de peso e para a obesidade na infância.

Uma alimentação saudável é fundamental para ótimas férias – Ela deve ter um bom fracionamento, como, por exemplo, três refeições principais e dois a três pequenos lanches intermediários, para que não ocorra diminuição do metabolismo e para que a digestão seja adequada. Isso também evita que a criança procure por guloseimas e que exagere na próxima refeição.     

Não substitua refeições – O ideal é tentar conservar os horários do café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar.  

 Opte por alimentos leves – A dieta infantil deve ser leve. O cardápio tem que conter frutas, verduras, legumes, grelhados, assados e refogados.

Uma maneira de tornar o momento da refeição ainda mais atraente é convidar a criança para preparar a comida, com interação entre os familiares, e a criança ficará motivada a comer o que preparou. Aproveite para incluir saladas bem coloridas e lanches rápidos com pão integral e retirar os embutidos do menu da família.

Fibras, muitas fibras – Quando falamos em alimentação saudável para crianças, estamos nos referindo a uma dieta rica em nutrientes como a fibra. Laranja, maçã, ameixa seca, feijão, lentilha, cenoura, massas e pães integrais são exemplos de alimentos com alto teor de fibra.

Mas por que a fibra é tão importante para a criançada? Segundo a Fundação Americana de Saúde (AHF), crianças devem somar à sua idade cerca de 10g de fibras diariamente. Ou seja: se uma criança tem 8 anos, ela deve consumir 18g de fibras todos os dias.

E a proteína? – A proteína pode ficar por conta das carnes magras e brancas (frango e peixe) e dos queijosPão de queijo e massa de pizza com inhame e parmesão ou queijo minas são super fáceis de fazer e fogem do tradicional “prato feito” do dia a dia. Falando em prato feito…sobrou comida? Não desperdice. Aquele arroz que ficou do almoço pode se tornar deliciosos bolinhos: basta acrescentar cenoura, abobrinha, ovos, salsinha e queijo, escolher a farinha integral para dar a liga e para deixá-los ainda mais saudáveis, escolha em assá-los!!!

Férias! Que tal incentivar as crianças a fazer atividade física?

Que tal um piquenique?

Para dias de sol, invente um piquenique.

Passeios ao ar livre como caminhadas no parque. Levar os pets para passear. Estimular as crianças a conhecerem novos esportes até que se identifiquem e se interessem por algum. Quando for presentear as crianças, pensar em presentes que estimulem para atividades como, por exemplo: skate, patins, bike, pipa, bola, bambolê, Slackline, patinete…

  • Categoria: Não categorizado
  • Formatos: Publicações
"Nenhum resultado encontrado."